image

Mapeamento territorial de ativos econômicos criativos


Ao longo dos oito primeiros anos de atuação da Garimpo de Soluções desenhamos uma metodologia de mapeamento das singularidades criativas de cidades e territórios, que vem sendo permanentemente aperfeiçoada. Realizada de forma colaborativa, com lideranças formais e informais e cidadãos, o mapeamento constitui uma base fundamental para valorizar a identidade, a auto-estima e o pertencimento dos cidadãos. Complementarmente, permite a identificação e a sugestão, por parte da Garimpo de Soluções, de oportunidades de geração de produtos e serviços diferenciais baseados nessas singularidades, com vistas à prosperidade econômica para a região.

Por ora já desenvolvemos o mapeamento em 55 cidades, de seis estados brasileiros.

A primeira aplicação da metodologia ocorreu no Estado de São Paulo, em 2011, a pedido da Secretaria de Estado da Cultura. Ao todo, percorremos 16 cidades (São Paulo, Santos, Iguape, São José dos Campos, Sorocaba, Campinas, Limeira, São João da Boa Vista, São Carlos, Araraquara, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto, Araçatuba, Presidente Prudente, Marília e Bauru).

Em 2012 foi a vez do Paraná, por contratação das Secretarias de Estado da Cultura e do Turismo, em parceria com a Federação das Indústrias do Estado do Paraná (FIEP). As 11 cidades contempladas foram Foz do Iguaçu, Francisco Beltrão, Toledo, Londrina, Cianorte, Paranavaí, Piraí do Sul, Guarapuava, Paranaguá, Araucária e Curitiba.

Em 2012/2013 atuamos, a convite do SEBRAE Bahia, nas cidades de Barreiras, Feira de Santana, Ilhéus, Jacobina, Juazeiro, Lençóis, Porto Seguro, Salvador, Santo Antônio de Jesus e Vitória da Conquista. Ainda em 2013 o SEBRAE Tocantins solicitou a aplicação da metodologia nas cidades de Arraias, Porto Nacional e Araguatins.

Em 2015 desenvolvemos dois projetos em paralelo, por encomenda do SEBRAE Minas Gerais e do SEBRAE Ceará. As cidades mineiras trabalhadas foram Diamantina, Ipatinga, Mariana, Juiz de Fora, Varginha, Uberlândia, Paracatu e Montes Claros; já as cearenses foram Aracati, Limoeiro do Norte, Juazeiro do Norte, Guaramiranga, Fortaleza, Quixadá e Sobral.