image

Arte que vem das águas

Data: De 01/03 a 30/11/2021
Local: Iguape e Palácio dos Bandeirantes (SP)
Organização: Instituto Laguz
Link(s): Instagram, Facebook

Um projeto voltado ao reconhecimento das preciosidades do Vale do Ribeira e da criatividade de seus talentos, à geração de renda, à diversificação econômica e à valorização da biodiversidade desta, que é a maior faixa contínua de Mata Atlântica do país.

Ao longo de 10 sábados, 20 valentes residentes em Iguape, em sua maioria de origem caiçara, participaram de oficinas de entalhe de madeira, ministradas pela renomada escultora Fafá (Maria de Fátima Rosa), filha da terra. As madeiras que serviram de suporte às obras foram coletadas na cinematográfica Praia do Leste, contígua à foz do Rio Ribeira, que traz em seu percurso árvores inteiras, do alto ao baixo Vale e as deposita nessa pequena faixa de areia. Fazendo jus à riqueza ambiental da região – e como ação educativa pela sua preservação -, as 20 obras representam animais de seu ecossistema marinho, categorizadas em espécies extintas, hoje já raras e ainda abundantes.

A exposição de estreia ocorrerá na primeira casa de fundição do Brasil, edifício tombado no município de Iguape, convertido em centro cultural; a segunda, no Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista. Ao final desta será realizado um leilão online da coleção, sendo o montante levantado dedicado essencialmente à aquisição de equipamentos para a criação de uma rádio web comunitária, a ser gerida pelos jovens do Vale do Ribeira.

Projeto viabilizado com recursos de edital do Programa de Ação Cultural da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, com concepção e curadoria da Garimpo de Soluções e produção da RoCa Cultural (Rodolfo Corrêa e Carlos Jr.), sediada em Registro.